Controle sua Loja com NEX. É Grátis!

Voltar ao Início do Blog
Financeiro / Gestão

12 principais erros de gestão de comércio

O setor do varejo passa por um momento difícil. A crise econômica elevou os índices de inadimplência, reduziu as vendas e impactou o faturamento do comércio. Por outro lado, despesas com energia elétrica, salários, encargos sociais, impostos e aluguel não param de crescer. Em um cenário repleto de incertezas, o lojista enfrenta desafios diários. Muitas vezes, o acúmulo de responsabilidades deixa o empreendedor sobrecarregado, prejudicando a gestão do negócio. 

O sucesso de uma loja está diretamente ligada a sua gestão. O correto gerenciamento do empreendimento permite ao empresário enfrentar a crise econômica e manter a viabilidade econômica do negócio. No entanto, isso depende da análise criteriosa de práticas e métodos adotados no dia a dia pelo lojista. Qualquer falha, por menor que seja, representa prejuízo. Para auxiliar o empreendedor, apresentamos 12 erros de gestão do comércio, e mostraremos que pequenos ajustes gerenciais e mudanças de comportamento podem evitá-los. 

1. Acreditar apenas no tino comercial

Muitos empresários baseiam suas decisões de gestão apenas na prática, apresentando a justificativa de que o tino comercial – o chamado feeling – resolve tudo. Geralmente, este tipo de empreendedor avalia a situação calçado no empirismo. Porém o sucesso de um empreendimento requer estudo, pesquisa e permanente atualização. Conhecer novas técnicas gerenciais confere maior capacidade para o lojista enfrentar as adversidades.

2. Ignorar as mudanças do mercado

O comportamento do cliente mudou radicalmente nos últimos anos. A internet dá ao consumidor a facilidade de pesquisar produtos, preços e condições de pagamento. Além disso, a concorrência se tornou ainda mais acirrada. O comerciante precisa estar atento a essas transformações do mercado. Acompanhar de perto a movimentação dos principais concorrentes, buscar novos fornecedores, detectar tendências de consumo são ações indispensáveis para a sobrevivência do negócio. Quem ignora os novos tempos perde clientes e faturamento.

3. Ter entusiasmo exagerado

A crença na viabilidade econômica do negócio move o empreendedor. Entretanto, o excesso de entusiasmo pode afetar a sua capacidade de avaliação de riscos. Para evitar que isso aconteça, o empresário tem um só caminho: manter-se atualizado com informações acerca do cenário econômico. Além da leitura de publicações e sites dirigidos ao setor de varejo, ele precisa reservar tempo para fazer cursos, participar de seminários e acompanhar a atuação das entidades representativas do setor (CDL, Associação Comercial, Federação do Comércio etc).

4. Colocar o capital de giro em segundo plano

O empresário que se preocupa apenas com as despesas fixas enfrenta dificuldades na hora de repor estoques, ampliar o mix de produtos e investir na modernização da loja. Preservar o capital de giro tem tanta importância quanto pagar funcionários, encargos sociais, impostos e aluguel. Afinal de contas, manter o negócio em operação também exige planejamento financeiro.

5. Investir no que é desnecessário

As vendas caíram, o faturamento ficou abaixo do esperado e os estoques estão altos. Este não é o momento mais adequado para reformar a loja, abrir uma filial ou comprar mais mercadorias. Avalie com cuidado onde investir os recursos disponíveis.

6. Perder o foco

Em tempos de crise econômica, muitos empreendedores incorrem no erro de “atirar para todos os lados” na tentativa de reverter a queda nas vendas. Mudam radicalmente o foco do negócio, alterando o mix de produtos e buscando atender a diversos perfis de consumidor. Isso não funciona. Quem tenta vender para todos corre o risco de não satisfazer ninguém e perder o posicionamento no mercado.

7. Economizar com funcionários

Um bom vendedor merece ter o valor reconhecido. Avalie o salário do funcionário não apenas pelo valor nominal, veja quanto ele gera de retorno para o negócio. Dispensá-lo e contratar outro com remuneração inferior nem sempre representa economia, muitas vezes é prejuízo. Invista em treinamento e melhores condições de trabalho. Isso sempre tem garantia de retorno. Procure reter talentos. Lembre-se que um bom vendedor demitido provavelmente será contratado pela concorrência.

8. Confundir faturamento da loja com dinheiro pessoal

Esta regra sagrada do mundo dos negócios é desrespeitada por muitos empresários. O lojista deve fazer a distinção entre a “pessoa física” e a “pessoa jurídica”. As retiradas mensais não podem ser definidas de acordo com as despesas pessoais do empreendedor. O ideal é estabelecer uma remuneração fixa, levando em conta o faturamento da loja e o salário que um funcionário receberia para desempenhar as funções assumidas pelo comerciante.

9. Errar no cálculo da margem de lucro

Pode parecer absurdo, mas este erro acontece com muita frequência. Definir o preço de uma mercadoria exige atenção nos cálculos. Qualquer incorreção afeta a margem de lucro e torna a venda pouco atrativa. 

10. Falhar no gerenciamento do estoque

O lojista que não acompanha de perto o estoque tem prejuízo certo. Os principais erros nesta área são: comprar mais do que precisa; não analisar a saída de produtos; deixar de levar em consideração aspectos sazonais; trabalhar com informações desatualizadas e desconhecer o que falta no estoque.

11. Ver marketing como despesa

Já se transformou em clichê a ideia de que marketing é investimento, não despesa. Mesmo assim, há empresários que se descuidam da imagem do estabelecimento, acreditando que basta apenas ter preço competitivo, facilidade de pagamento e bom atendimento para atrair o cliente. Mas fica a pergunta: se o consumidor não sabe disso, como chegará até a loja? O empreendedor que não pensa em estratégias de divulgação do seu negócio enfrenta muito mais dificuldades.

12. Não ter controle das informações financeiras

Dados como saldo de caixa, valores de contas a pagar e a receber, despesas fixas e margem de lucro são estratégicos para uma gestão eficaz. Desconhecê-los ou utilizar informações defasadas leva o empreendedor a tomar decisões equivocadas. Neste caso, só há uma alternativa: acompanhar de perto todos os registros financeiros da loja.

Apenas a eficiente gestão do comércio permitirá que o empresário supere os obstáculos gerados pela crise econômica. Atenção redobrada e rapidez na correção das falhas evitam prejuízos financeiros e a perda de clientes. Para driblar as dificuldades, o lojista deve fazer uma análise detalhada do que precisa ser corrigido no seu negócio.

Quer mais dicas sobre gestão do comércio? Tem alguma dúvida sobre este tema? Entre em contato conosco ou deixe aqui a sua opinião.

Equipe NEX

Olá, somos a equipe NEX e estamos aqui para ajudá-lo a obter sucesso em seu negócio. Semanalmente traremos conteúdos relevantes para você, dono de um pequeno comércio que sonha grande. Cadastre-se aqui no nosso site para receber todas as nossas atualizações!

Deixe seu comentário!

Fique por dentro!

Deixe seu e-mail para receber novos conteúdos como este

Obrigado, seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Desculpe, alguma coisa não deu certo. Por favor, tente novamente!

COMPARTILHE

Conheça o Programa NEX

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Fique por dentro!

Deixe seu e-mail para receber novos conteúdos como este

Obrigado, seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Desculpe, alguma coisa não deu certo. Por favor, tente novamente!

Conheça o Programa NEX

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também:

Veja mais sobre

"Financeiro"
Voltar ao Início do Blog

Simplificando a vida de mais de 46 mil lojas em todo Brasil

O Programa NEX é um sistema de gestão comercial grátis e completo para sua Loja. Com ele você pode controlar seu estoque, registrar suas vendas e fluxo de caixa, emitir Nota Fiscal, fazer orçamentos, imprimir recibos e etiquetas, cadastrar clientes, produtos, fornecedores e muito mais!

Baixe agora mesmo. É grátis!

Você já está sendo redirecionado...

Oops! Algo deu errado, por favor tente novamente!   :(

Nós pedimos o seu e-mail para ajudá-lo durante o processo de implantação do NEX; para mantê-lo atualizado sobre as novidades do sistema; ou com conteúdo relevante sobre a indústria do comércio.

Nós não vamos vender ou disponibilizar o seu endereço para terceiros. Você poderá cancelar o recebimento de nossos e-mails a qualquer momento, diretamente de todas as nossas comunicações.

Ao baixar e instalar o Programa NEX você concorda com os Termos de Serviço do Software