Voltar ao Início do Blog
Abertura

Como montar um mercadinho de sucesso [Passo a Passo]

Começar um mercadinho de bairro é uma boa oportunidade para quem deseja empreender próximo à sua casa e ter uma boa rentabilidade, confira como.

Se você está pensando em abrir seu próprio negócio, mas tem recursos limitados, saiba que abrir um mini mercado pode ser uma boa alternativa. Não é necessário investir em grandes pontos comerciais para começar, você pode trabalhar pertinho de casa e ainda ter um retorno financeiro bastante positivo no final do mês.

Olhando para o mercado nacional, o setor apresentava um crescimento de 45% entre os anos de 2015 a 2019, antes da pandemia, isso mostra que é possível ter clientes garantidos mesmo com as grandes redes como concorrentes e, com o cenário econômico melhorando, esse pode ser o incentivo que você precisa para tirar sua ideia do papel.

Estou aqui para ajudar você a alcançar seu objetivo final e ser bem sucedido. Confira tudo o que você precisa para abrir um mercadinho de bairro e ter um negócio lucrativo.

Conte com o sistema de gestão Nex na hora de organizar o seu mercadinho de bairro! Tenha acesso a recursos como PDV, Controle de Caixa e Estoque, Integração com Balanças, Impressão de Etiquetas, Controle de Validade e muito mais. Quer conhecer outros recursos? Clique aqui e saiba mais.

O que precisa para abrir um mercadinho?

Montar um novo negócio pode ser bastante assustador, mas para ajudá-lo com esse processo, separei 9 passos que você deve seguir para abrir seu mini mercado:

Fazer um plano de negócios

Planejar-se para abrir uma mini mercearia de bairro é tão importante quanto fazer o mesmo para abrir outra filial de uma grande rede.

O plano de negócios é um documento que vai ajudá-lo a ter uma visão mais ampla do seu negócio e do mercado atual, e é por isso que ele deve ser o primeiro passo. Afinal, é aqui que você irá definir pontos importantes como público-alvo, mix de produtos, investimento inicial, estratégias de marketing, entre outros.

Quanto mais detalhado for seu documento, mais insumos você terá na hora de tomar decisões importantes e menores serão suas chances de risco. Existem diversas formas de montar um plano eficiente, para saber todos os detalhes confira meu post com o passo a passo completo sobre como fazer um plano de negócios.

Escolher a localização ideal

A localização de qualquer negócio é determinante para o seu sucesso, abrir um mini mercadinho de bairro no lugar errado pode fazer seu negócio quebrar.

Parte de escolher uma boa localização está ligado com conhecer seu público-alvo, já que conhecendo o tipo de consumidor que você deseja atrair, ficará mais fácil saber onde encontrá-lo, e é lá que seu mercadinho deve estar, o mais indicado nesse caso são os bairros residenciais.

Não se engane pensando que por se tratar de um pequeno comércio de bairro qualquer lugar vai trazer bons resultados, conhece aquele ditado “quem não é visto, não é lembrado”? Pois bem, ele se aplica muito bem a qualquer empreendimento, por isso é necessário uma breve análise do seu bairro antes de escolher o ponto comercial para montar um mercadinho.

Existem alguns pontos de atenção que você deve observar na hora de escolher a localização ideal, alguns deles são: ter grande fluxo de pessoas, ser de fácil acesso, ter boa visibilidade e não possuir muitos concorrentes nas redondezas. Além disso, também existem os aspectos legais e as regularizações exigidas pela prefeitura de cada cidade para estabelecimentos que trabalham no ramo alimentício. 

Para ajudar você com esse passo tão importante, precisamos de um pouco mais de espaço para o tema, é por isso que escrevi um post cheio de dicas e informações para escolher o melhor ponto comercial, clique e confira aqui.

Decidir o layout do mercadinho

Embora a estrutura geral deste tipo de estabelecimento seja bastante similar entre todos, é importante pensar como será seu layout de supermercado pequeno, principalmente porque trata-se de um espaço pequeno que vai dispor de uma grande variedade de produtos que precisam estar sempre bem organizados.

Na hora de planejar, pense como cliente, o que você espera ao entrar em um mercadinho? Dois grandes desejos dos consumidores são circular com tranquilidade por todo o local e achar os produtos com facilidade. Portanto, para agradar seu público-alvo evite ocupar espaço com móveis ou objetos decorativos que não sejam essenciais para comportar as mercadorias e que possam acabar atrapalhando algum dos pontos acima.

Divida bem as seções do mini mercado e cuidado para não misturar produtos de limpeza e higiene com alimentos, por exemplo. Da mesma forma, coloque próximo os produtos que são procurados em conjunto, como pão e leite ou frutas e verduras.

No tópico sobre ideias para ter sucesso, menciono mais dicas para a organização das mercadorias.

Também é importante pensar no lado de fora, a fachada do mercadinho de bairro vai ajudar a atrair os clientes para dentro e destacar seu negócio dos demais, confira 6 dicas para criar uma fachada de mercadinho atrativa clicando aqui

Investir em equipamentos para mini mercado

Antes de comprar os equipamentos para o mercadinho de bairro é importante conhecer qual é a área disponível no ponto comercial escolhido, assim você garante que vai ser possível acomodar todos e ainda ter espaço suficiente para uma boa circulação interna.

Os principais equipamentos necessários para montar um mercadinho são:

  • Gôndolas
  • Prateleiras
  • Paletes
  • Balcão refrigerado
  • Geladeira
  • Balança
  • Cestas de compras
  • Fruteiras
  • Forno

Além desses, é importante pensar na área administrativa do mini mercado, para ela, os principais equipamentos são:

  • Balcão de atendimento
  • PDV / Frente de Caixa
  • Computador
  • Leitor de código de barras
  • Impressora de cupom fiscal
  • Maquininha de cartão

Criar uma lista de produtos para montar um mercadinho

A gama de produtos que podem ser vendidos em um mercadinho de bairro é bastante ampla e cabe a você decidir qual será o mix de produtos final, serão apenas alimentos ou também terá produtos de higiene e limpeza? 

Para ajudar você, fiz uma lista com as principais categorias de produtos que são vendidas em mercadinho pequeno, confira:

  • alimentos não perecíveis: arroz, feijão, lentilha, macarrão, farinha, açúcar, sal, leite em pó, óleo, milho, achocolatado, café, etc.
  • hortifrúti: alface, repolho, couve, cebolinha, batata, salsinha, rúcula, pimentão, mandioca, banana, maçã, laranja, mamão, limão, etc. 
  • Frios e carnes: queijo, presunto, carne bovina e suína, salame, azeitona, frango, apresuntado, mortadela, etc.
  • produtos de padaria: pão, bolo, geleia, torta, biscoito, etc.
  • bebidas: água, leite, refrigerante, suco, cerveja, etc.
  • produtos de limpeza: detergente, sabão em pó, água sanitária, desinfetante, esponja, luva, cloro, pano de prato e de chão, amaciante, etc. 
  • produtos de higiene pessoal: escova de dentes, papel higiênico, shampoo, condicionador, desodorante, creme dental, sabonete, lâmina de barbear, etc.

Procurar bons fornecedores

Para oferecer as melhores condições ao cliente final, com produtos de qualidade e preço justo, é necessário selecionar os melhores fornecedores, por isso, faça uma boa pesquisa antes de fechar com algum parceiro.

É possível encontrar fornecedores pela internet, mas para garantir que cumprem o que prometem, vá atrás de referências em outros sites e converse com alguns clientes atuais. Outra maneira de encontrar bons parceiros é conversando com outros donos de mini mercearias, já que nem sempre é tão fácil encontrar fornecedores para negócios de pequeno porte.

Não avalie apenas o preço, fatores como condições de pagamento, qualidade dos produtos e prazo de entrega também são bastante relevantes na hora de decidir quem se adapta melhor às suas necessidades.

Indico o texto da Carol que fala sobre como negociar com fornecedores para quem quer ter uma boa relação com seus parceiros e conseguir melhores condições.

Contratar funcionários qualificados

Para abrir um mercadinho de bairro não é necessário contratar uma grande equipe para trabalhar com você, mas é importante que cada profissional seja escolhido de forma muito responsável, pois são eles que vão representar a marca do seu negócio e estar em contato diário com os clientes.

É comum nos comércios locais que o dono seja o responsável por gerir sua loja, ainda mais nos primeiros anos de vida do negócio, essa estratégia vai ajudar a economizar custos operacionais e também ajudá-lo a tomar decisões importantes com melhor entendimento prático.

Contudo, é importante contar com alguém que possa auxiliá-lo na rotina diária para não sobrecarregar-se com tantas funções. Sua equipe precisa estar interessada e comprometida em atender bem seus clientes, é importante que você ofereça treinamentos e mantenha motivado seu time para que desempenhem bem a sua função e ajudem seu negócio a crescer.

Nos mercadinhos menores, contratar uma pessoa para operar o caixa ou alguém que cuide da reposição das gôndolas e a limpeza do local pode ser suficiente se você cuidar das outras funções, agora, para espaços maiores, pode ser necessário buscar por profissionais qualificados para atender a padaria ou o açougue se o meu mini mercado oferece esses serviços.

Entender sobre o regime tributário do seu negócio

Uma das causas do fechamento de diversos empreendimentos é a falta de conhecimento sobre os aspectos legais do negócio, por isso é importante que você também procure informações sobre o assunto para entender quais são seus direitos e deveres como dono de um pequeno negócio.

Formalizar seu mercadinho de bairro e cumprir com as leis vigentes da sua região é crucial para a sobrevivência e expansão do negócio, pois caso contrário, você fica sujeito a multas, apreensão de mercadorias e corre o risco de até mesmo fechar suas portas.

Entender sobre regime tributário significa saber como seu mini mercado precisará pagar pelos tributos obrigatórios. Por se tratar de um negócio pequeno, muito provavelmente seu negócio vai se enquadrar no Simples Nacional, um recolhimento de impostos simplificado criado exclusivamente para micro e pequenas empresas.

Aqui no blog temos um post falando mais sobre enquadramento tributário e os 3 principais regimes do Brasil, recomendo muito a leitura, clique aqui para ler.

Estudar sobre as normas e exigências legais

Assim como é importante saber como proceder com o pagamento de tributos após a abertura do seu mercadinho, também é fundamental estudar sobre as normas e exigências legais da sua cidade para registrar seu negócio e começar a atuar de maneira formal.

Para realizar a abertura do seu negócio é preciso realizar os procedimentos abaixo:

  • Registro na Junta Comercial
  • Registro na Secretaria da Receita Federal
  • Obtenção do Alvará de Funcionamento na prefeitura municipal
  • Cadastramento no sistema “Conectividade Social - INSS/FGTS” junto à Caixa Econômica Federal
  • Registro no Corpo de Bombeiros Militar

Além disso, informe-se se a sua cidade exige procedimentos específicos para a abertura de novos negócios e consulte as regras de proteção ao consumidor estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor.

E se você está interessado em saber mais sobre outros aspectos legais de empresas como os tipos existentes, natureza jurídica e classificação de atividade exercida, sugiro a leitura do meu texto com o passo a passo para abrir uma empresa do zero.

Ideias para seu mercadinho ter sucesso

Agora que você já sabe como montar seu novo negócio, confira como alavancar suas vendas com algumas ideias para mini mercados:

Organize as mercadorias estrategicamente

Saber como montar as seções e organizar um mercadinho de bairro vai trazer diversos benefícios para você. O primeiro deles é mostrar o profissionalismo da marca para o cliente final, ao entrar em seu negócio será muito mais fácil encontrar os produtos desejados, melhorando a experiência do cliente e aumentando as chances de fidelização.

Porém, não basta apenas ter um ambiente organizado, a posição de cada mercadoria deve ser pensada de forma estratégica. Uma maneira de aprimorar a jornada de compra do cliente é fazê-lo passar mais tempo dentro do seu mercadinho, para isso, coloque os produtos de primeira necessidade, ou os mais vendidos, ao fundo da loja.

Outra dica também é colocar os produtos que geram mais lucro no centro das prateleiras e gôndolas, próximo à altura dos olhos dos clientes, assim, o estímulo para a compra desses produtos será maior.

Nos estabelecimentos como mercados, supermercados e mercearias existe um instrumento próprio para a organização de mercadorias chamado planograma, e aqui no blog da Nex temos um texto completo sobre o assunto repleto de dicas, veja como criar um planograma eficiente.

Ofereça treinamento para os colaboradores

Promover treinamento para seus funcionários é importante até mesmo quando eles já contam com experiência no mercado. Diferente do que muitos pensam, não é uma perda de tempo, mas sim uma forma de investimento para melhorar os resultados do negócio.

É indicado inclusive oferecer treinamentos periódicos por ser uma excelente maneira de motivar seu time, e caso você não saiba disso, colaboradores desmotivados têm um desempenho menor e baixa produtividade no trabalho.

Contudo, se o seu receio é que isso possa atrapalhar o trabalho da sua equipe, saiba que é possível treiná-los sem interromper sua função durante o expediente, 4 maneiras de fazer isso é utilizando vídeos, cartazes, indicar leituras e inclusive usar o WhatsApp. Para descobrir como usar cada uma dessas ferramentas, leia o post aqui.

Preste um bom atendimento aos clientes

Você já deixou de voltar em algum estabelecimento pelo atendimento ruim? Eu já! E acredito que muitas outras pessoas também, talvez até você.

Mesmo que não tenha passado por essa experiência, é importante que você saiba da influência que o atendimento tem sobre a clientela. O bom atendimento também pode ser um diferencial entre você e a concorrência.

Prestar um atendimento agradável gera maior identificação com a sua marca, agregando valor ao seu mini mercado e fidelizando um número maior de clientes. Além disso, sabemos o quanto pequenos negócios prosperam por conta do boca a boca, né? A verdade é que atender bem um cliente gera boas indicações, trazendo mais consumidores para dentro e aumentando seus ganhos!

Por isso, é importante que a pessoa responsável pelo atendimento consuma conteúdos úteis que a ajudem a desempenhar bem a sua função, inclusive se essa pessoa for você, tá bom?

Faça a gestão financeira do mercado

A gestão financeira do seu mini mercado deve estar em dia desde a etapa de planejamento, pois a má gestão das finanças é uma das principais causas que levam grandes e pequenas empresas à falência.

Saber sobre assuntos como capital de giro e fluxo de caixa é crucial para executar uma boa gestão do negócio e manter sua saúde financeira.

Caso você se sinta pouco seguro por ainda não saber tanto sobre o assunto, não hesite em procurar um profissional qualificado para ajudá-lo.

Aproveite para informar-se mais no post sobre como montar um planejamento financeiro.

Controle o estoque corretamente

Fazer a correta gestão de estoque do seu mercado pequeno vai evitar a perda de produtos, a falta de reposição de mercadorias e a insatisfação dos clientes.

Excesso de mercadorias podem resultar em estoque parado, ou seja, investimento sem retorno, já a falta de produtos pode significar menos vendas e colocar em jogo a credibilidade do negócio para o consumidor.

Existem diversos métodos para gerir melhor o estoque da sua mercearia de bairro, como a Curva ABC, Estoque Mínimo e Custo Médio. No texto sobre gestão de estoque falamos desses e mais seis métodos para um controle eficaz de suas mercadorias, confira tudo aqui.

Conte com o Nex para te ajudar com a sua gestão! Ele é um Sistema de Controle de Estoque completo e fácil de usar, com recursos como Cadastro de Produtos, Controle de Data de Validade, Entrada de Estoque via XML, Relatório de Curva ABC, Histórico de Movimentação e muito mais. Saiba todos os detalhes.

Divulgue seu mercado

Esqueça a ideia de que apenas as grandes empresas usam a internet para divulgar o seu produto, hoje em dia é possível ver todo tipo de negócio aproveitando o grande alcance das redes sociais para alavancar suas vendas, não importa seu porte ou segmento.

Aproveite as plataformas digitais mais populares e gratuitas como Instagram e WhatsApp para divulgar a chegada de novas mercadorias, as ofertas do dia ou da semana e contar um pouco do dia a dia do negócio.

Investir no marketing e na comunicação do seu mercadinho de bairro vai aproximá-lo mais dos clientes e melhorar suas vendas, lembre-se que propaganda é a alma do negócio.

Realize promoções

Fonte: Campo Grande News

Antes de abrir seu mercadinho, planeje promoções de inauguração e nas estratégias de divulgação, distribua panfletos e conte para amigos e familiares sobre o evento, dessa maneira, os moradores do bairro ficam sabendo da novidade.

Promoções ao inaugurar e depois pensar em dias específicos para colocar determinados produtos em oferta são ótimas para atrair novos consumidores até o seu estabelecimento.

Depois que seu cliente entrar, a organização da loja e o bom atendimento entram com tudo para fideliza-lo e fazê-lo retornar novamente para comprar mais itens.

Aceite diversas formas de pagamento

Eu sou o tipo de consumidora que não usa mais dinheiro físico para nada, por conta disso, já deixei de comprar em uma loja de conveniência que só aceitava pagamento em dinheiro. Em uma outra ocasião, estava andando de bicicleta e senti a necessidade de comprar uma água, mas estava somente com o celular, mesmo assim, arrisquei e passei em um mercadinho de bairro que, para minha surpresa e alegria, aceitava pix e pude comprar o que queria! 

Qual desses dois lugares você acredita que atende um público maior? Certamente o mercadinho.

Acredito que com esse exemplo de uma experiência pessoal já tenha dado para entender a importância de diversificar as formas de pagamento para seus clientes. Tipos de pagamento variados também fazem parte da jornada do cliente e são determinantes no momento de concluir uma venda.

Entender as preferências e o comportamento do seu público-alvo no momento da compra é fundamental para atendê-los bem, assim como estar por dentro das novidades que o mercado oferece.

Escrevi um texto sobre formas de pagamento e preparei uma lista com os 8 principais métodos de pagamento atuais, explicando os prós e contras de cada um, vale a pena conferir.

Aposte nas vendas online

Não é mais uma novidade para ninguém que estamos na era digital, essa já era uma realidade, mas o uso da internet para realizar qualquer tipo de compra se intensificou ainda mais durante a pandemia do coronavírus.

Isso mudou o mercado e a maneira de consumo de forma permanente, mesmo com as coisas voltando ao “normal”, muitos comércios optaram por permanecer no meio físico e digital para vender seus produtos, e eles estão mais do que certos!

Mas não se apavore, mesmo que você não tenha muita experiência, vender online não precisa ser um bicho de sete cabeças. A verdade é que muitas ferramentas foram desenvolvidas durante esse período para facilitar a vida do comerciante que deseja vender online, como é o caso do Catálogo Digital do Nex!

Com essa ferramenta você pode criar uma vitrine digital de todos os produtos do seu mercadinho de bairro de forma gratuita e divulgá-lo nas redes sociais para aumentar a visibilidade da sua loja e alavancar suas vendas. Ficou curioso sobre o catálogo? Conheça mais sobre ele clicando aqui.

Invista em um sistema de gestão para mercadinhos

Se você não está familiarizado com sistemas de gestão para negócios, pode ser que acredite que pode pular ignorar essa dica e dar conta da administração do seu mercadinho utilizando uma agenda e uma caneta.

Mas a verdade é que investir em um sistema de gestão para mercadinhos é uma das dicas mais importantes desse texto. Utilizar a tecnologia a seu favor pode aumentar consideravelmente os lucros do seu mini mercado, por menor que ele seja e mesmo que você trabalhe sozinho.

Um sistema de gestão vai trazer mais agilidade para sua rotina na hora de realizar uma venda, cuidar do caixa, cadastrar produtos, imprimir etiquetas, emitir comprovantes etc. Além disso, você evita erros humanos e mantém todas as informações importantes salvas de forma segura.

Não pense que utilizar um software é muito complexo ou que você vai gastar uma fortuna para isso, é possível ter um sistema de gestão simples, intuitivo, com recursos gratuitos e planos com mais recursos por um preço bastante acessível, esse é o caso do Nex!

O Nex é um sistema completo para gestão de Mercadinhos e Mercearias Pequenas com Controle de Estoque e Vendas, PDV, Controle Financeiro, Balança no Caixa, Controle de Fiado, Cadastro de Fornecedores e muito mais. Clique e confira todas as funcionalidades.

Conclusão

Se você chegou até aqui e conferiu tudo sobre como montar um mercadinho de bairro, espero que se sinta muito mais seguro e confiante em dar esse passo tão significativo, fique à vontade para voltar aqui e relembrar tudo o que falei, tem muita informação importante.

O principal de tudo é planejar todas as ações que você for executar, mesmo depois de abrir seu negócio, assim você pode tomar decisões de forma muito mais assertiva e fazer tudo com muita responsabilidade.

Espero que tenha gostado das dicas e que possam ter sido úteis, desejo muito sucesso para você e boas vendas!

Tem outras dúvidas sobre o tema ou quer compartilhar sua opinião comigo? Deixe seu comentário!

Camila

Olá, meu nome é Camila Upegui! Estou aqui para ajudar você, pequeno comerciante, na gestão de seu negócio. Toda semana vou trazer novos conteúdos cheios de dicas para facilitar sua rotina e ajudar seu comércio a crescer. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, não deixe de comentar!

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Deixe seu comentário!

COMPARTILHE

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também: