Voltar ao Início do Blog
Gestão

Controle financeiro empresarial: como fazer e ferramentas úteis

Entenda a importância do controle financeiro empresarial e saiba como fazê-lo de forma eficiente, principalmente para pequenos e médios negócios.

Manter uma organização completa das finanças e permanecer inteirado sobre a saúde financeira da  empresa nem sempre é fácil. 

Mas esse controle financeiro empresarial é muito importante para agregar estabilidade e poder prever suas próximas ações. 

Por isso, separei algumas dicas de gestão financeira para você começar a aplicar no seu negócio e garantir bons resultados. 

Boa leitura!

Com o NEX, você otimiza a gestão e organização financeira do seu comércio de forma simples e integrada! Ele te oferece recursos muito úteis como Controle de Caixa, Contas a Pagar, Controle de Débitos, Margem de Lucro, e muitos outros! Clique aqui para saber mais.

Controle financeiro empresarial: o que é e quais as principais vantagens?

Controle financeiro empresarial: o que é e quais as principais vantagens

Realizar um bom controle financeiro consiste em, basicamente, monitorar todas as atividades monetárias do empreendimento: datas de entradas e saídas, saldos bancários, prazos para pagamento das contas, nível de endividamento, etc. 

Para isso, os relatórios financeiros serão seus grandes aliados, sendo essencial o registro de toda e qualquer transação dentro da empresa.

Essa administração é tão importante porque permite que você conheça a verdadeira situação atual do negócio, de modo a evitar possíveis surpresas negativas.

Além disso, tendo estabilidade é possível tomar decisões e agir de maneira mais racional, medindo a quantidade de investimentos que podem ser feitos dependendo da receita disponível, ou possíveis estratégias que devem ser deixadas de lado por estarem dando prejuízo.

Como fazer o controle financeiro empresarial? Confira 7 dicas!

Como fazer o controle financeiro empresarial? Confira 7 dicas

Agora que você já sabe o que é controle financeiro empresarial, vamos a algumas dicas de como colocá-lo em prática:

Separe as contas pessoais das empresariais

Lembre-se: sua empresa não é você! 

Dou a dica de tentar pensá-la como um sócio, com quem espera evoluir junto. Você certamente não pegaria dinheiro desse sócio para conseguir pagar as contas pessoais, não é? 

Então não faça o mesmo com o seu empreendimento: separe rigorosamente as finanças empresariais das suas, e defina uma porcentagem do lucro que irá para os investimentos do seu negócio, e outra que servirá aos seus gastos pessoais. 

Utilizar o dinheiro da empresa acaba sendo comum sobretudo em empresas familiares, e pode acarretar sérios danos no futuro caso a situação fuja do controle, além de ser muito mal visto pelos sócios e funcionários da sua equipe.

Conheça bem os prazos

Outro fator fundamental na hora de colocar suas contas em dia é estar de bem com os prazos que estão sempre presentes no dia a dia do empreendedor. 

Assim, o controle de restrições de prazo e das datas de recebimento e vencimento das contas é essencial para reduzir possíveis juros, além de te permitir realizar os pagamentos na hora certa; afinal, é muito melhor pagar as contas quando se tem dinheiro no bolso, certo?

Nessa linha, também recomendo que você acompanhe semanal ou diariamente o fluxo de caixa do seu comércio, pois o quanto antes uma possível falha é detectada, mais rápido será possível agir para contorná-la. 

Dessa forma, você poderá evitar o acúmulo de dívidas e garantir a saúde financeira da empresa.

Defina um orçamento anual

Defina um orçamento anual

Pode parecer repetitivo dizer que o planejamento e o controle de suas finanças são importantes, mas de fato eles são os dois pilares de uma boa gestão e para uma consequente vida-longa na empreitada empresarial.

Portanto, além de separar bem as contas pessoais das empresariais e se organizar com os prazos, é importante definir um orçamento para o seu negócio anualmente, reunindo-se com os envolvidos na participação financeira e discutindo quais as melhores oportunidades de uso daquele dinheiro. 

Caso você trabalhe com diferentes setores dentro da mesma empresa, uma boa opção é estabelecer orçamentos anuais para cada um deles.

Dessa forma, você mantém um valor limite para os possíveis investimentos do seu empreendimento, assegurando-se de que a situação financeira não sairá do controle, e que ainda assim boas ocasiões de investir serão aproveitadas.

Para saber mais sobre como montar um planejamento financeiro para o seu negócio, clique aqui!

Faça uma gestão adequada dos fornecedores

Outro fator importantíssimo para garantir a saúde financeira do negócio é manter uma boa e organizada relação com os fornecedores. 

Afinal, as coisas podem ficar complicadas caso a empresa dependa de muitos fornecedores diferentes para o seu funcionamento - uma montadora, por exemplo -, e as últimas coisa que o empreendedor quer é atraso no envio ou falta de produto

É bom lembrar que, principalmente no caso do pequeno comércio, o fornecedor é um grande aliado na eficiência da empresa, e daí a importância de manter parceiros qualificados que sempre lhe trarão melhoria nos processos de venda. 

Algumas das principais vantagens de uma boa gestão de fornecedores são: melhor qualidade dos produtos entregues, redução de custos relativos à estocagem, e preços finais competitivos através de negociações com os fornecedores.

Quer aprender tudo sobre como manter uma boa relação com o seu fornecedor? Eu recomendo estes dois textos do blog:

  1. Gestão de fornecedores: descubra a importância e como fazer
  2. Gestão de compras: Como negociar com fornecedores


Negocie boas condições de pagamento

Negocie boas condições de pagamento


Não é somente com os fornecedores que você deve negociar essas condições, mas com todas as contas que devem ser pagas para que o seu negócio continue funcionando (e são muitas, não é?). 

Para evitar pagar juros excessivos ou até multas desnecessárias, ajuste prazos, negocie valores e parcelamento, e avalie as melhores condições de pagamento que se encaixam na sua situação financeira. 

Lembre-se: o seu contador servirá de enorme ajuda neste e em outros momentos aqui mencionados!

Controle bem o estoque e as movimentações financeiras

Nunca é demais recordar: o controle do estoque é uma parte vital do desempenho do seu comércio, e é claro que, sendo assim, ele está intimamente relacionado à gestão financeira. 

O acúmulo de estoque demanda muitos gastos em pouco espaço de tempo, fora o risco de vencimento e desgaste dos produtos armazenados. 

Por outro lado, um estoque vazio pode se traduzir em perda de vendas por falta de mercadoria e prejudicar de maneira significativa os seus números no fim do mês.

Você sabia que aqui no blog nós temos uma categoria inteira dedicada ao controle de estoque? Clique aqui para saber tudo sobre gestão e controle de estoque para o seu pequeno comércio!

Crie um fundo de reserva e saiba gerir os riscos

Basta pensar no momento da história em que estamos vivendo para nos lembrar da importância de se estar preparado para momentos de adversidade, e é por isso que o fundo de reserva é uma ótima opção de segurança para pequenas empresas. 

Além dos riscos operacionais, de liquidez, de mercado e de crédito que estão presentes no dia a dia do pequeno empreendedor, sempre haverá gastos emergenciais que você não planejou e que podem gerar grandes impactos negativos no seu caixa.

Então, avalie um momento em que a empresa conta com certo acúmulo de capital, e estude, junto com o contador e o seu banco, as melhores opções para reservar uma quantia de dinheiro que te dê rentabilidade e que possa ser facilmente resgatada nos momentos de urgência.

Quais são as melhores ferramentas de controle financeiro empresarial?

Quais são as melhores ferramentas de controle financeiro empresarial

Aqui, depende muito das suas preferências em como se organizar e gerir melhor o comércio, mas é claro que as ferramentas que mais facilitam a sua vida no cotidiano são as melhores. 

Embora alguns prefiram realizar o controle financeiro empresarial pelo Excel, existem programas e apps específicos que contam com recursos muito úteis para te ajudar em todos os tópicos que eu mencionei, como o Programa NEX.

Alguns dos recursos que não podem faltar para que você tenha a gestão financeira em dia são: controle de caixa diário, relatórios de contas a pagar, lucro por produto ou período (dia, mês e ano), controle de débitos e total de vendas por período. 

Qual o melhor gerenciador financeiro para pequenas empresas?

Qual o melhor gerenciador financeiro para pequenas empresas

Como eu mencionei acima, você deve buscar por um instrumento que agrupe todos esses recursos - e outros, se possível - para otimizar as suas tarefas do dia a dia e possibilitar um controle financeiro empresarial simples e completo.

É pensando nisso que eu recomendo o NEX, um programa poderoso que conta com todos os recursos mencionados, e muitos outros! Com o NEX, você tem Controle de Caixa, Controle de Débito, Contas a Pagar, Relatórios de Ticket Médio e Faturamento; tudo em um só lugar! Clique aqui e baixe agora de forma gratuita.

Conclusão

Durante a leitura, você viu o quão importante é organizar o dinheiro do seu negócio, para garantir o seu bom funcionamento e uma longa permanência no mundo empresarial. 

Sei que muitas vezes é difícil lidar com tantos números e conseguir manter tudo em dia, e por isso reforço que o seu contador terá um grande papel na organização e no monitoramento de suas finanças. 

Então não se esqueça de pedir sua ajuda sempre que necessário.

Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, pode enviar um comentário aqui embaixo! 

Ficarei feliz em te ajudar no que for preciso.

O que você vai encontrar nesta leitura:

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Deixe seu comentário!

COMPARTILHE

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também: