Controle sua Loja com NEX. É Grátis!

Voltar ao Início do Blog
Começando

Custo fixo e variável: tudo o que você deve saber sobre o tema

Aprenda a melhorar sua gestão financeira conhecendo tudo sobre custo fixo e variável

Os custos são classificados de acordo com sua finalidade. Saber identificar e separar os custos fixos e variáveis dentro do seu negócio é essencial para ter uma saúde financeira de qualidade.

Neste texto, você vai aprender qual a diferença entre custo fixo e variável, qual a importância de classificá-los corretamente e exemplos, além de ter suas principais dúvidas respondidas! 

Continue lendo para saber tudo o que você precisa sobre o assunto:

O que é custo fixo e custo variável?

Custo fixo é aquele que não sofre variação em função do volume de produção. 

Ou seja, independente da quantidade de produtos fabricados ou serviços realizados, os custos fixos não sofrem alteração de valor.

Por outro lado, o custo variável, como o próprio nome diz, varia proporcionalmente de acordo com o volume de produção. 

Quanto maior a quantidade produzida, maior será o custo variável do seu negócio.

Qual a diferença entre custo fixo e variável?

Como vimos no item anterior, os custos fixos permanecem constantes, independente de sua produção, o exemplo mais comum é o aluguel de ponto comercial

Apesar de serem custos fixos, não significa que nunca sofram alterações. 

No caso do aluguel, por exemplo, pode haver um reajuste depois de um determinado período, no entanto, a variação desses custos é mínima e ocorre apenas ocasionalmente.

Já os custos variáveis podem sofrer alterações todo mês. 

Este tipo de custo acompanha o ritmo de produção do seu negócio. 

Se você tem uma loja de roupas, por exemplo, provavelmente seu volume de vendas aumenta na temporada de troca de estações, pois muitos clientes aproveitam este período para comprar mais, diante disso, seus custos variáveis serão maiores.

Por que é importante identificar e classificar corretamente os custos de um negócio?

O custo de qualquer empreendimento é a soma dos custos fixos e dos custos variáveis.

Entretanto, dependendo do tipo de negócio e do seu funcionamento, a classificação dos custos pode ser diferente.

Como assim? Vamos imaginar que você é dono de um Pet Shop! 

No seu comércio você oferece serviço de banho e tosa, nesse caso, quanto mais clientes você tiver, maior será o consumo de água e energia.

Além disso, é pouco provável que você tenha o mesmo todo mês. Portanto, neste exemplo, água e luz seriam custos variáveis, porque estão diretamente ligados à quantidade de clientes no mês.

Diferente de uma papelaria, que independente do número de clientes, o valor de água e energia não sofrerão grandes variações, logo, são classificados como custos fixos.

Para montar um planejamento financeiro eficaz, é necessário conhecer primeiramente a classificação dos custos, por conta disso, identificar corretamente os custos fixos e variáveis é muito importante para a saúde financeira do seu negócio. 

Além disso, classificando adequadamente os custos, será possível visualizar melhor o desempenho do empreendimento, definir a precificação apropriada para seus produtos, acompanhar seu fluxo de caixa e facilitar a gestão do seu negócio.

Quais são os custos fixos e variáveis de uma empresa? Veja exemplos!

custos fixos e variáveis de uma empresa


Agora que você chegou até aqui, já sabe que nem sempre os custos fixos e variáveis são os mesmos para todos os tipos de negócio. 

Porém, vamos te dar alguns exemplos mais comuns destes dois tipos de custos.

Custos Fixos:

  • Salários.
  • Internet.
  • Planos de telefonia.
  • Manutenção de equipamentos.
  • Impostos.

Custos Variáveis:

  • Matéria-prima.
  • Comissões.
  • Horas extra.
  • Energia elétrica (lembre-se, como no exemplo que dei anteriormente, este custo pode ser classificado como fixo ou variável)

Não se esqueça de classificar os custos de acordo com a realidade do seu negócio.

Como calcular os custos?

Calcular os custos corretamente permite visualizar o que foi gasto em cada um dos custos e identificar seu lucro líquido, ou seja, o lucro real que você vai obter. 

Esse cálculo também facilita na hora de cortar custos sem prejudicar a qualidade dos seus produtos.

O primeiro passo é fazer uma lista com todos os custos que sua empresa tem. 

Depois separe-os em listas diferentes de acordo com sua classificação e some os valores. 

Veja o exemplo:

Custos Fixos:

Aluguel - R$ 4.000,00

Água - R$ 150,00

Impostos - R$ 56,95

Folha de pagamento - R$ 3.000,00

Total: R$ 7.206,95

Custos Variáveis:

Matéria-prima - R$ 20.000,00

Comissões - R$ R$ 600,00

Manutenção computador - R$ 1.500,00

Total: R$ 22.100,00

Agora para saber seu lucro basta aplicar a seguinte fórmula:

Lucro = Receitas - Custos Total (Custos Fixos + Custos Variáveis)

Se você não tem muita experiência ou está tendo dificuldades em classificar os custos de sua empresa, recomendamos que procure a ajuda de um contador para auxiliá-lo nesta tarefa e não prejudicar a saúde financeira do seu negócio.

Cuidados na gestão de custos da sua empresa

gestão de custos d sua empresa

Na hora de separar os custos fixos e variáveis é necessário tomar alguns cuidados, já que esta tarefa envolve lidar diretamente com os registros de entrada e saída do caixa.

O responsável precisa prestar bastante atenção para evitar que haja discrepâncias que demandem mais tempo e capital

Para isso, é essencial realizar o controle do fluxo de caixa de maneira constante, atualizando sempre os valores dos custos fixos e variáveis separadamente, dessa forma, é possível ter um controle maior do fluxo de caixa e das finanças do negócio.

Outro cuidado importante é verificar os custos adicionais. 

Quando separamos os custos fixos de um empreendimento, é viável determinar os gastos excedentes, ou seja, os gastos que estão em excesso em uma determinada área. 

Assim, o responsável pelo setor financeiro, terá as informações necessárias para direcionar o excedente para outra área ou efetuar um corte no orçamento.

Essa identificação demanda tempo, observe previamente se esse é um cenário possível para o seu negócio.

Dúvidas frequentes sobre custos:

Depreciação é custo fixo ou variável?

A depreciação é o valor do desgaste e da obsolescência dos bens ao longo do tempo, como por exemplo máquinas, equipamentos e veículos. Ela é considerada um custo fixo.

Mão de obra é custo fixo ou variável?

Na maioria dos casos a mão de obra é considerada um custo fixo. 

Entretanto, existem alguns casos em que ela pode passar a ser um custo variável, como no caso de uma construtora que contrata seus funcionários por empreitada, de acordo com sua necessidade.

Ou seja, funcionários fixos são custos fixos, mas quando você precisa contratar funcionários temporários como freelancers, estes são considerados custo variável.

Embalagem é custo fixo ou variável?

Como vimos em tópicos anteriores, os custos variáveis são aqueles que dependem diretamente da sua demanda.

Este é o caso das embalagens, quanto maior demanda você tiver, maior será a quantidade de embalagens que você precisa. É por isso que a embalagem é considerada custo variável.

Montando uma planilha de custos fixos e variáveis simples

Para manter as finanças do seu negócio saudáveis, é importante manter o controle dos seus custos fixos e variáveis de forma organizada e sempre atualizados. 

A seguir, observe o exemplo de uma planilha de custo fixo e variável simples:


controle de custos mensal


Os impostos sobre as vendas irão depender do ramo de atividade e do porte do seu negócio. Quando nos referimos a pequenos comerciantes, os impostos mais comuns são: ISS, ICMS, COFINS, PIS e IRPJ. Para saber mais sobre o assunto leia nosso texto: Como abrir uma empresa do zero.

Já para saber seu CMV, faça o seguinte cálculo a cada mês :

Valor do Estoque inicial + Compras - Valor do Estoque final = CMV

Como pode-se observar na planilha, quando você subtrai de suas vendas totais o impostos sobre vendas e os custos variáveis, é possível descobrir seu lucro bruto. 

Para descobrir seu lucro líquido, ou seja, seu lucro final, você só precisa diminuir do resultado anterior, o valor do total de seus custos fixos. Lembre-se:

Lucro = Receitas - Custos Total (Custos Fixos + Custos Variáveis)

Se você está precisando controlar as finanças do seu negócio de maneira simples, conheça o Nex! Um sistema de gestão completo para seu comércio. Com ele você tem acesso a recursos como Controle de Estoque, Cadastro de Produtos e Clientes, Relatórios para te ajudar no seu controle financeiro e mais. Baixe Grátis aqui.

Conclusão

Neste texto você aprendeu a identificar os custos fixos e variáveis da sua empresa e que administrá-los corretamente pode fazer toda a diferença para o seu negócio.

Você já separa os custos fixos e variáveis do seu negócio? Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário e continue acompanhando nosso blog!


Camila

Olá, meu nome é Camila Upegui! Estou aqui para ajudar você, pequeno comerciante, na gestão de seu negócio. Minha missão é escrever sobre suas principais necessidades e ajudar seu comércio a crescer. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, não deixe de me enviar!

Conheça o Programa NEX

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Deixe seu comentário!

Fique por dentro!

Deixe seu e-mail para receber novos conteúdos como este

Obrigado, seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Desculpe, alguma coisa não deu certo. Por favor, tente novamente!

COMPARTILHE

Fique por dentro!

Deixe seu e-mail para receber novos conteúdos como este

Obrigado, seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Desculpe, alguma coisa não deu certo. Por favor, tente novamente!

Conheça o Programa NEX

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também:

Simplificando a vida de mais de 50 mil lojas em todo Brasil

O Programa NEX é um sistema de gestão comercial que vai facilitar a rotina da sua Loja. Com ele você pode controlar seu estoque, registrar suas vendas, controlar o caixa, emitir nota fiscal, fazer orçamentos, imprimir recibos e etiquetas, cadastrar clientes, produtos, fornecedores, controlar as contas a pagar e muito mais!

Baixe grátis agora mesmo. É fácil!

Baixe Grátis
Ao baixar e instalar o Programa NEX você concorda com os Termos de Serviço do Software

A Nextar é uma empresa especializada em desenvolvimento de software para comércio, com 16 anos de experiência, presente em mais de 50 mil estabelecimentos em todo Brasil.

Criadora do Programa NEX, para lojas e comércios de todos os tipos, possui conhecimento profundo do dia a dia de seus clientes e oferece soluções de qualidade para transformar o gerenciamento de um comércio em uma tarefa simples, fácil e segura.

Conheça melhor a Nextar