Voltar ao Início do Blog
Gestão

Vitrine de loja pequena: veja dicas para montar a sua!

Está montando sua loja agora ou deseja dar um up no visual? Confira algumas ideias de vitrine de lojas criativas, e aprenda como fazer uma vitrine simples e bonita

Mesmo que, como compradores, por vezes não gostamos de admitir e queremos bancar de “consumidor racional”, nós tomamos decisões por impulso e somos facilmente influenciáveis por estímulos visuais. 

Uma vitrine bem planejada e organizada, além de incentivar compras por impulso e reter clientes fiéis, também aumenta o engajamento da loja com o público, ajuda a liquidar produtos parados no estoque e fortalece a imagem da marca.

É claro que a forma com que você montará a sua vitrine vai depender do seu tipo de loja e das suas condições específicas, mas as dicas que eu darei aqui são gerais e basta adaptá-las ao seu tipo de negócio. Então, não importa se você veio aqui procurando sugestões de vitrine de lojas criativas, vitrine de loja de roupa ou até vitrine de loja infantil pequena, de todo modo as ideias deste texto serão úteis. Boa leitura!

A organização é um requisito fundamental para uma boa vitrine, e nas demais áreas da gestão de sua loja isso não é diferente! Otimize a gestão dos seus processos com o Nex, um software completo e integrado que te oferece recursos como Catálogo de Produtos com Pedido Online, Controle de Vendas, Delivery e Entregas, e muito mais! Clique aqui para fazer o download

Decoração de vitrine de loja pequena: o que é preciso considerar?

Antes de passar às dicas concretas de como fazer uma vitrine simples e bonita, é interessante dar destaque à etapa do planejamento que, como você já bem deve saber caso seja um leitor do blog, faz toda a diferença nas mais diversas tarefas da empresa. Os principais fatores que você deve levar em conta antes mesmo de começar a preparar as decorações, são o tipo de clientela que você quer atingir com a vitrine, as mercadorias que merecem maior destaque pois atraem mais clientes, e o estilo através do qual a sua marca deseja se mostrar aos consumidores. Vamos lá:

O público-alvo

Pense comigo: cada loja oferece tipos de soluções diferentes e são requisitadas por clientes específicos, certo? Então a sua vitrine terá que se voltar especialmente a essas pessoas: aos consumidores que são o perfil ideal das suas vendas. 

Cada grupo tem um modo de agir e um estilo particular, e sabendo algumas informações básicas (faixa etária, sexo, hábitos de consumo), você poderá entender o caminho que os seus clientes realizam pelo funil de vendas, e atraí-los mais facilmente com uma vitrine chamativa. Um bom exercício é realmente se colocar no lugar desse cliente ideal e se perguntar: “o que me chamaria mais atenção ao passar na frente desta loja?”

O produto que será exibido

É mais do que óbvio que a vitrine não comporta todos os produtos da sua loja, não é? Assim, sendo ela o primeiro contato do consumidor com as soluções que você oferece às suas necessidades, é necessário selecionar bem quais mercadorias devem estar dispostas e o grau de destaque que cada uma receberá.

É claro que os primeiros escolhidos podem ser os sucessos de venda, ou aqueles que apresentam maior valor agregado e por isso te proporcionam uma margem de lucro maior. Porém, os produtos que estão em alta no momento ou com foco especial na mídia são uma boa aposta! Expô-los de maneira especial na sua vitrine mostrará que sua loja está sempre se atualizando sobre as tendências

Essa seleção acaba evitando a poluição visual e o excesso de informações ao cliente - tópico sobre o qual eu falarei mais à frente - e é especialmente importante no caso das lojas pequenas, em que o espaço é um recurso limitado e precisa ser utilizado da forma mais eficiente possível. Além da escolha das melhores mercadorias, é preciso planejar sua disposição nas vitrines de modo a obedecer a identidade visual da loja, o que nos leva ao próximo tópico. 

O estilo da sua loja

Sendo a vitrine de loja o seu mais poderoso cartão de visitas, você já precisa mostrar a que ela veio, o seu diferencial. O clima que o cliente sentirá quando entrar será de elegância, ou a loja terá um ar mais despojado? Talvez até divertido? Qual é a paleta de cores principais que a marca deve sempre manter? Essas são algumas perguntas que você deve fazer antes da decoração, para que o estilo da vitrine e da loja permaneçam alinhados. Afinal, o cliente precisa reconhecer as duas coisas se desejar voltar a comprar futuramente.

Estando tudo alinhado (vitrine, interior da loja, objetivos de venda e até mesmo a fachada), será muito mais fácil agregar credibilidade à sua marca e encantar os clientes com a vitrine. Por exemplo, se você for dono de uma loja de produtos sustentáveis, será interessante fazer uma vitrine de loja com pallet, acompanhada de materiais relacionados à temática ambiental, como garrafas PET, flores, plantas artificiais e objetos recicláveis. Já se a proposta é de moda luxo, é interessante apostar no brilho, em materiais de pedras valiosas, e não exagerar nas cores. 

Dicas infalíveis para montar uma vitrine de loja pequena

Agora que você já aprendeu sobre a etapa do planejamento, anterior à decoração, vamos às dicas de como decorar vitrine de loja pequena:

Deixe sua vitrine sempre limpa e organizada

A limpeza e a organização são muito importantes pois como já foi dito antes, a vitrine deve ser encarada como a extensão da loja, sendo responsável por atrair clientes e definir como a sua marca se mostra para os outros. Limpe-a por dentro e por fora frequentemente, e disponha os produtos de modo que eles fiquem facilmente visíveis e compreensíveis ao cliente; não adianta nada caprichar na decoração se as coisas acabam ficando amontoadas e o consumidor não consegue entender o que está vendo. 

Atente-se à iluminação

Quem entende um pouco de arquitetura ou design de interiores sabe: a iluminação é a alma do ambiente, e é impressionante como ela faz diferença na montagem das vitrines. 

Primeiramente, deve-se evitar a produção de sombras ou reflexos que atrapalhem a disposição dos produtos e seus adereços, e a incidência da luz solar é um problema nesse sentido; caso ela incida em excesso e esteja provocando efeitos negativos, será necessário compensar com luzes intensas e artificiais. Também é preciso se atentar ao posicionamento da luz: os manequins, por exemplo, necessitam ser iluminados de cima para baixo, enquanto sapatos e produtos de pequeno porte são mais destacados com iluminação nas laterais da vitrine, ou abaixo dos mostruários.

Com relação ao tipo de lâmpada, as dicroicas com luz amarela são geralmente preferíveis no caso das vitrines; a luz branca fria, por outro lado, deve ser evitada por conta de sua tonalidade forte, exceto nos casos específicos em que se deseja dar destaque a um produto e deixá-lo em foco. Além dos detalhes técnicos, você pode abusar da criatividade e inovar na iluminação, com efeitos de luz em movimento, neons, refletores, e até meia-luz para um clima mais romântico em uma vitrine dia dos namorados.

Escolha um tema

Toda vez em que chegar o momento de renovar a sua vitrine, o propósito não poderá ser “mudar por mudar”; você precisa ter um objetivo bem delimitado e estratégico para aquela mudança: exibir uma nova coleção, divulgar promoções, ou até apresentar uma nova tendência.

E falando em tendências, após esse objetivo geral é interessante definir um tema que dará vida às decorações. Além de explorar as datas comemorativas (sobre as quais eu falarei mais adiante), você precisa mostrar que está sempre por dentro das novidades, e se aproveitar delas para criar vínculos de identificação e interesse com a clientela: em época de copa do mundo, por exemplo, as cores verde e amarelo do nosso brasilzão são sempre uma boa pedida para entrar no clima e gerar boas sensações no consumidor. Esse é apenas um exemplo, mas esteja sempre de olho nas ocasiões especiais para dar energia e vitalidade à sua vitrine: Fashion Week e outros desfiles no caso das lojas de roupa, competições importantes de esportes diversos nas lojas de artigos desportivos, desenhos e filmes infantis que estão na moda para vitrine de loja infantil pequena, etc.

Vitrine de loja pequena: capriche nas texturas

Principalmente quando falamos de lojas de roupa, as texturas e materiais - assim como o destaque que é atribuído a cada um deles - também podem ser determinantes na decisão de compra do consumidor. Afinal, cada um já se acostumou durante a vida com determinados tipos de textura, e possui as suas preferências com relação a conforto e estética. O aspecto liso, macio, brilhante ou rugoso pode realmente atrair a atenção das pessoas já na vitrine, e suscitar nelas o desejo de entrar na sua loja. As luzes dicroicas, que eu já mencionei anteriormente, são vantajosas também nesse sentido, pois valorizam as cores e aspectos de tecidos ou dos objetos de composição. 

Escolha duas ou três cores como base

Em conformidade com a delimitação de temas específicos para a vitrine e de um padrão que a loja deve seguir, as cores base serão um dos principais nortes. Tendo esse modelo de coloração característica para a loja, você reforça a identidade visual da marca e evita que haja elementos destoantes nas suas decorações. Perceba que nós, do Nex, sempre utilizamos as cores vermelho e branco, e já as temos como características e”clássicas” da empresa. Assim, você facilita a identificação e reconhecimento dos clientes para que eles voltem a procurar suas soluções futuramente. 

Não acrescente muita informação

Embora eu esteja reforçando a criatividade e a diferenciação como elementos definidores da sua vitrine, por vezes acaba sendo fácil passar do ponto e exagerar na quantidade de informações. Então, também tenha em mente o velho princípio do “menos é mais” na hora de preparar sua decoração, e planeje bem para aproveitar ao máximo o espaço limitado que uma vitrine de loja pequena oferece.

A vitrine é um espaço que serve para expor apenas alguns produtos estratégicos, obviamente não todos, e de nada adianta apresentar logo de cara tudo o que você oferece, se o cliente não tem seu interesse despertado por aquele amontoado de peças, e não consegue nem ao menos entendê-lo.

Segmente por estilo

Mais atrás eu falei sobre a importância de entender bem o seu cliente ideal e suas necessidades, mas pense bem: cada loja sempre procura explorar mais de um nicho e acaba tendo mais que um tipo de cliente, certo? Por isso é legal dividir sua vitrine em pequenas partes e, em cada uma delas, dispor estilos/nichos diferentes, ou então fazer a mesma estratégia, mas dividida por períodos: no caso da vitrine de loja de roupa, por exemplo, numa semana você pode optar por expor sua coleção infantil, na outra as peças femininas, e então a sua mais nova coleção masculina. Por último, então, você pode aproveitar o melhor de cada uma e juntá-las todas na mesma vitrine, beneficiando-se com uma frase de impacto do tipo “aqui você encontra as melhores peças para a família toda!”

Vitrine de loja pequena: use adesivos

Ele é um adereço muito comum nas lojas que prezam por uma decoração caprichosa, e pode realmente te ajudar a dar um maior destaque às suas mercadorias e atrair mais clientes para o seu negócio. Então aposte em estampá-los na sua vitrine com uma temática relacionada aos produtos: se você tiver uma lojinha de moda-praia, por exemplo, coloque um adesivo que remeta à areia ou que tenha formato das ondas do mar; já se for uma livraria, pode ser legal procurar algum que se assemelhe a uma estante ou que tenha títulos clássicos no desenho. Além dos temáticos, pense também em adesivos para destacar suas promoções, como por exemplo o famoso “sale” ou aqueles que tenham números grandes de “50% off”, “compre 1 leve 2”... Aqui estão alguns exemplos de ambos os tipos para você conferir:


Mostre o preço de forma estratégica

Como consumidores, o valor dos produtos é uma das primeiras coisas que procuramos na vitrine ou mostruário para tomar nossa decisão de compra, não é? Então vista a roupa de cliente mais uma vez e disponha-o de forma clara e compreensível para não haver ruídos e desentendimentos. Mas também tome cuidado para não exagerar! Afinal, as pessoas precisam primeiramente se interessar e se atrair pelas mercadorias em si, para depois verificar o preço. É claro que, antes mesmo de tudo isso, é imprescindível se atentar a uma precificação bem feita para não afastar a clientela, mas este é um assunto mais longo. Se quiser saber mais, dê uma olhada neste texto do blog:

Precificação: como definir o preço dos seus produtos

Explore as datas comemorativas

Chegamos então a um ponto importante, sobre o qual eu até já mencionei lá atrás: além das tendências e novidades do mercado a que você precisa se permanecer antenado, as datas comemorativas são importantíssimas para você mostrar que sua loja tem energia e vitalidade, e aproveitar o espírito entusiasmado dos clientes.

Pensando nisso, crie um calendário com todos os dias festivos que mais se relacionam com o seu tipo de negócio, e já comece a se preparar antecipadamente! Você precisa mostrar que uma data importante está por vir, e que algum de seus produtos cairia bem para a ocasião. Para obter ideias e modelos de decoração específicos em cada data comemorativa, você pode realizar simples pesquisas no Google como “vitrine dia das mães” ou “vitrine dia dos pais”. Aqui o objetivo é dar dicas mais gerais, mas se você procura ideias focalizadas saiba que há muito conteúdo por aí! 

Mantenha distância entre os itens

Esta pode parecer uma dica pouco importante, mas não a subestime! Ela tem tudo a ver com a importância de manter uma vitrine organizada e evitar excesso de informação, aproveitando o espaço da melhor maneira possível. Recomenda-se, então, que a distância entre as mercadorias seja em torno de 10cm, para que a vitrine não fique confusa e a visibilidade seja facilitada.

Renove constantemente

E, por último mas não menos importante, aplique e reaplique todas essas dicas de forma periódica! Afinal, você não vai querer que a sua vitrine fique “pegando poeira” com decorações atrasadas e sem nenhuma inovação, não é mesmo? As pessoas prestam atenção nas mudanças de visual, e isso novamente passa a impressão de maior energia e dinamismo para a sua marca. Detalhes menores da decoração, como os looks ou os produtos que são expostos, devem ser mudados semanalmente devido à grande quantidade de pessoas que passa pela vitrine; já os aspectos mais trabalhosos, como tema e enfeites, podem ser alterados com um intervalo de tempo maior.

Agora que você já conferiu todas as dicas de como fazer uma vitrine simples e bonita, aposte de vez na organização como um dos pilares do seu negócio e baixe um software de gestão! Com o Nex, você tem acesso a recursos completos como Controle de Pedidos, Comissão de Vendedores, Catálogo Digital com Pedido Online, e mais! Clique aqui para conferir todos os benefícios do Nex

Conclusão

Durante essa leitura, você recebeu algumas sugestões de como decorar vitrine de loja pequena de maneira simples. As dicas podem ser aplicadas nos mais diversos segmentos de negócio: vitrine de loja infantil pequena, vitrine de lojas criativas, vitrine de loja de roupa, ou até na decoração de lojas pequenas de variedades. 

E aí, quando foi a última vez que você deu aquela repaginada no visual da sua loja? Se sente mais preparado para fazer isso agora? Qualquer troca, dúvida ou comentário, pode enviar aqui embaixo! Ficarei feliz em responder.

O que você vai encontrar nesta leitura:

Bruno Silva

Oi, meu nome é Bruno Silva! Estou aqui para facilitar o modo como você, pequeno comerciante, gere o seu negócio. Vou escrever sobre suas principais necessidades e demais assuntos ligados ao seu cotidiano. Se tiver alguma dúvida ou sugestão, pode enviar! Será um prazer receber seu comentário.

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Deixe seu comentário!

COMPARTILHE

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também: