Voltar ao Início do Blog
Estoque

Estoque zerado: o que é, como funciona e estratégias

Você faz vendas online e está procurando uma forma de minimizar o estoque? Aprenda as estratégias de estoque zerado, seus principais benefícios e riscos.

Já não é novidade que a tendência para o crescimento do e-commerce é cada vez maior, especialmente após o início da pandemia do Covid-19. É muito comum que esses negócios comecem em casa, às vezes apenas com um computador e poucos produtos para a venda, e conforme as atividades vão crescendo e a empresa evolui, estocar uma grande quantidade de produtos se torna um problema. 

Essa situação, aliada à dos pequenos comerciantes que já possuem loja física e se esforçam para se adaptar ao ambiente online, descreve bem o contexto em que muitos empresários desejam cada vez mais se livrar do estoque (ou minimizá-lo) e focar nas partes comerciais do negócio. Então, continue lendo para aprender o que é estoque zero e quais as suas principais estratégias. 

Mantenha o estoque zerado e controle as suas vendas com o Nex! Ele é um sistema de gestão completo e fácil de usar, que te oferece recursos como Controle de Vendas, Cadastro de Produtos, Cadastro de Fornecedores, Catálogo de Produtos com Pedido Online, e muito mais! Clique aqui para saber como podemos te ajudar. 

O que é estoque zerado?

O conceito é bem intuitivo: basicamente, trabalhar com o estoque zerado significa agir como um intermediário entre o fornecedor e o cliente final, economizando tempo e dinheiro com questões logísticas e de armazenagem, e podendo focar mais especificamente na parte das vendas. 

Já que o número de comerciantes que adentram o ambiente virtual só vem aumentando, estratégias com esse objetivo definem novas relações entre lojista e fornecedor, e surgem para suprir a necessidade de se cortar custos sem perder a eficiência operacional.

Pense comigo: uma vez que o seu estoque é zerado, não é mais necessário arcar com os custos de transporte nas entregas, ou com as condições especiais de armazenamento que alguns produtos podem exigir, além da economia de espaço e de você não precisar mais se preocupar com o acúmulo ou perda de produtos. 

Qual a diferença entre estoque zerado e ruptura de estoque?

Por mais que as palavras “estoque zerado” possam literalmente significar que determinado produto de uma loja física está em falta, neste texto nós estamos falando de uma estratégia específica, mais comum nos e-commerces, de zerar o estoque para que as tarefas a ele relacionadas sejam feitas por outros profissionais. 


Já o conceito de ruptura é diferente dos dois: é quando acontece, de fato, a perda de uma venda pelo fato de o cliente não ter encontrado o que encontrava na prateleira. Ou seja, é possível identificar a ruptura quando existe uma intenção de compra, mas o estoque do produto desejado é zero, por conta de falhas no sortimento do varejo, excesso de pedidos realizados a fim de ganhar descontos da indústria, ou simples erros na previsão de demanda.

Positiva ou negativa? Como funciona essa estratégia?

Bom, como em vários temas que exploramos aqui no blog, essa pergunta não tem uma resposta exata e padrão para todos os leitores – tudo dependerá do seu ramo de atividade, do tipo do seu negócio e dos objetivos atuais. Caso você ainda esteja pensando na abertura de uma loja online e não tenha o espaço necessário para o estoque, adotar alguma estratégia de estoque zerado pode ser uma ótima alternativa. 

Já se você possui uma pequena loja de bairro e deseja expandir para o digital, mas sabe que o volume de vendas online será baixo no início, provavelmente vale mais a pena receber pedidos do catálogo de produtos e continuar utilizando o seu estoque físico da loja. 

Enfim, você precisa analisar bem quais  benefícios o estoque zero traria ao seu empreendimento, e se é algo que faz sentido para você atualmente, mas, no geral, são estratégias mais proveitosas para aqueles que estão iniciando no comércio de forma exclusivamente virtual, ou aos negócios que estão em pleno crescimento e começam a ter problemas com espaço por conta do alto volume de vendas online. 

Com relação a como esse procedimento funciona na prática, em poucas palavras o que ocorre é o seguinte: você cuida da exposição dos produtos na internet, da relação com o seu cliente e de todo o processo envolvendo a parte comercial.

Assim que uma venda é realizada, o seu fornecedor recebe a informação, envia os produtos para os respectivos centros de distribuição (quando não é o próprio fornecedor que se encarrega da entrega), e estes, por sua vez, realizam a entrega para o seu consumidor final.

Dessa maneira, a partir do momento em que um pedido é aceito e confirmado pela sua loja, você só precisa lidar com operações financeiras de pagamento e recebimento, enquanto as partes de logística e armazenagem ficam por conta dos fornecedores e centros de distribuição. Mas eu ainda vou falar um pouco mais sobre as estratégias em específico; agora, atente-se a alguns dos principais riscos de adotar o estoque zerado no seu negócio:

Quais são os riscos de trabalhar com estoque zerado?

Diminuição da margem de lucro

Como você já sabe, são raras as vantagens que podemos obter de graça na vida. Então, se você não precisa mais se preocupar com o armazenamento e com a logística das mercadorias, outros farão isso por você (fornecedores e centros de distribuição), e é claro que isso afetará os seus ganhos com cada venda.

O “custo” que você precisará pagar por cada produto será maior, já que também serão levados em conta os valores gastos com essas tarefas e, consequentemente, a sua margem diminuirá. 

Mas você também pode olhar a parte financeira pelo lado positivo, pense bem: o estoque zerado fará você economizar uma boa parcela de tempo operacional, que poderá ser reaproveitado para focar em outras partes da loja, como ações de marketing ou atendimento ao cliente. Isso, no longo prazo, pode te trazer retornos muito rentáveis financeiramente, e compensar o ônus das margens menores com o estoque zero. 


Além disso, é claro que você poderá aproveitar os gastos que seriam destinados ao almoxarifado para realizar investimentos na sua loja online, ou para aperfeiçoar a estrutura do seu espaço físico já existente. 

Problemas com a entrega dos produtos

Aqui nos deparamos com um problema um pouco mais sério, que muitos dos comerciantes que terceirizam algumas atividades já conhecem bem: se não é você quem faz, também já não é você quem tem o controle do produto ou serviço em questão.

Deixando a parte do transporte e armazenagem a cargo de outros profissionais, você corre o risco de perder qualidade nas tarefas e comprometer a saúde do seu negócio como um todo. 

Se você quiser minimizar esses riscos, uma das etapas mais importantes é a escolha de um bom fornecedor, com quem você possa estabelecer boas parcerias e se certificar de que o serviço prestado sempre terá qualidade.

Pensando nisso, avalie fatores como as avaliações ou feedbacks de outros clientes do fornecedor, a transparência de procedimentos, o cumprimento dos prazos de entrega, a sua capacidade de resolver imprevistos e, é claro, o preço.

Quer saber mais sobre como escolher o fornecedor certo e começar a implementar o estoque zero com o pé direito? Leia este texto do blog.

Experiência do cliente, devoluções e reembolsos

Lembre-se: o seu cliente não faz a mínima ideia da modalidade de negócio que você está utilizando, e nem se importa com isso - só o que ele quer é receber o produto em mãos com agilidade e sem dores de cabeça.

Então, não se engane pensando que trabalhar com estoque zerado te isenta de responsabilidades; na verdade, para que a estratégia dê certo é imprescindível que você garanta a qualidade da entrega, e isso passa desde a escolha dos fornecedores de confiança, até o acompanhamento remoto dos processos de entrega para garantir que não haja falhas. 


Ainda é você quem está realizando a venda e foi na sua qualidade que o cliente confiou para comprar o produto desejado; então, por mais que você economize tempo e dinheiro com as atividades do estoque, é sua missão continuar oferecendo a melhor experiência.

Invista ainda mais no atendimento multicanal ao consumidor, isto é, estar disponível nas redes sociais, whatsapp, telefone e e-mail para ajudá-lo no que for preciso e ainda aumentar a fidelização.

Principais tipos de estoque zerado

Agora que você já conhece um pouco melhor o que é estoque zero e os principais benefícios e riscos que ele pode trazer para a sua gestão, vamos entrar um pouco mais a fundo no assunto e dar uma olhada nos principais tipos que você pode pensar em adotar:

Just in Time

O método do “momento certo” foge um pouco do ambiente das vendas online e é mais utilizado para se referir às indústrias que, contando com o fornecimento estável e seguro dos materiais por parte dos fornecedores, podem produzir somente quando há demanda para determinado produto.

Isso evita desperdícios e faz com que gastos significativos com o estoque sejam economizados, permitindo que a empresa foque na agilidade do processo produtivo e na excelência da entrega.

Entretanto, também há desvantagens, como a relativa dependência que o gestor acaba tendo com relação à qualidade dos seus fornecedores. Além disso, essa acaba sendo uma estratégia inviável para as empresas com muita oscilação de demanda, pois dificilmente será possível prever os momentos certos de produção, sendo necessário um bom controle de estoque nesses casos. 

Dropshipping

Já essa modalidade é cada vez mais comum entre as pessoas que começam a vender online de casa, e consiste no seguinte: a sua loja atua como intermediária entre um fornecedor de dropshipping e o consumidor, sendo responsável pela venda dos produtos na internet através de um site ou catálogo digital, e lucrando com a diferença entre o valor que o fornecedor te passa e o preço final cobrado na loja online. 

Ou seja, assim que o seu cliente realiza um pedido, as informações são passadas para o fornecedor em questão, que fica responsável por separar, embalar e despachar os produtos com o nome da sua loja.

Por outro lado, os pontos negativos acabam sendo praticamente os mesmos que eu já citei: o lucro reduzido, o problema da confiança nos fornecedores e a consequente falta de controle dos processos de armazenagem e entrega. Se você se interessou especialmente por essa possibilidade, aqui no blog temos um texto completo sobre esse assunto! Clique aqui para ler e ficar por dentro dessa tendência no comércio.

Cross Docking

Aqui o esquema é bem parecido, com a diferença de que há mais um ator para entrar na jogada: os centros de distribuição. Ou seja, assim que um pedido é confirmado na sua loja online e repassado ao respectivo fornecedor, envia-se um documento de despacho para um centro de distribuição parceiro, que ficará responsável por realizar a entrega ao cliente final.

Dessa forma, o fluxo normal da logística deverá ser fornecedor - centro de distribuição - consumidor, e o nome “cruzamento de docas” se deve justamente à agilidade desses processos nos CDs; os caminhões/veículos responsáveis pela entrega não param, e enquanto um é descarregado o outro sai para um novo destino.

Revenda por catálogo ou consignação

Embora muitos talvez não considerem que essas modalidades entram no conceito de estoque zero, eu achei interessante colocá-las aqui; afinal, em nenhuma delas você precisa ter grandes preocupações com o estoque, e “o grosso” das tarefas de logística e armazenagem não fica por sua conta. 

A revenda por catálogo é o tipo de negócio que muitos de nós já conhecemos: grandes marcas como Jequiti, Natura e Avon trabalham com pequenos revendedores locais, e lhes oferecem um kit inicial, juntamente com o catálogo da coleção mais recente, para que os produtos possam ser divulgados aos consumidores sem a necessidade de mostruários ou grandes depósitos. Dessa maneira, os revendedores realizam o pedido à marca somente quando seus clientes já escolheram os itens desejados. 


Já a consignação funciona assim: o fabricante entrega uma quantia de produtos para o revendedor e um percentual de comissão sobre as vendas, mas caso não seja possível vender todos os itens, é possível devolver o restante sem custo. Ou seja, o pagamento ao fornecedor vai ocorrendo após a entrega, e o número de despesas com que você deve arcar para as vendas é baixo.

Quer saber mais sobre revenda de produtos? Clique aqui.

Como um sistema de gestão pode te ajudar a adotar o estoque zerado?

Conforme você deve ter percebido ao longo do texto, não é porque o estoque zero facilita o seu trabalho, que ele te isenta de responsabilidades. Dessa forma, como na gestão de qualquer tipo de empreendimento, essa estratégia exige bastante planejamento e organização das demais tarefas da empresa, para que os benefícios do ganho de tempo e dinheiro não sejam revertidos em perda na qualidade, e para que você continue entregando um ótimo produto ao seu consumidor.  

Um sistema para loja é a solução que agrega todas as partes comerciais e operacionais das suas vendas: relação com clientes, fornecedores, ponto de venda, controle de pedidos, gestão financeira e vendas online. Com um relatório de vendas mensais por produto, por exemplo, é possível identificar constantemente quais são os produtos mais importantes para a loja, e se programar com relação aos fornecedores dos respectivos itens.

Alguns sistemas também auxiliam o comerciante com a realização das vendas em si, além da parte de gestão interna da loja. Um recurso interessante que vem se destacando atualmente é o catálogo online, que funciona como uma vitrine virtual para os produtos da loja, possibilitando a divulgação para os seus clientes e, em alguns casos, é possível até aceitar pedidos sem custo extra. 
Tendo os dados do negócio em um lugar só e conseguindo realizar as tarefas cotidianas de forma intuitiva e integrada, você tira o melhor proveito das estratégias de estoque zerado.


Tendo os dados do negócio em um lugar só e conseguindo realizar as tarefas cotidianas de forma intuitiva e integrada, você tira o melhor proveito das estratégias de estoque zerado.


Faça tudo isso e mais um pouco com a ajuda do Nex! Ele é um programa de gestão comercial completo e simples de usar, e te oferece recursos como Catálogo de Produtos com Pedido Online, Relatórios, Nota Fiscal, Controle de Caixa e mais!
Clique aqui para baixar gratuitamente.

Conclusão

Nesta leitura você aprendeu um pouco sobre o estoque zerado, prática que vem se tornando tendência entre aqueles que começam a vender online e buscam economia com os processos de entrega e armazenagem. 

Durante o texto eu também te mostrei os principais benefícios e modalidades dessa estratégia, assim como seus principais riscos. Lembre-se de que, embora algumas tarefas sejam delegadas a outros profissionais, o seu foco deverá sempre ser na melhor entrega para os seus clientes; só assim o negócio cresce e a sua jornada no pequeno comércio pode prosperar. 

Ficou com alguma dúvida ou sugestão? É só colocar nos comentários. Até mais!

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Deixe seu comentário!

COMPARTILHE

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também: