Voltar ao Início do Blog
Gestão

Sex Shop: 12 dicas para aumentar as vendas

Seja você dono de um Sex Shop online ou loja física, confira aqui algumas ideias para alavancar a venda dos seus produtos e apimentar a sua jornada no comércio!

Por mais que o sexo ainda seja um tabu para muitas pessoas, seja por motivos religiosos ou crenças pessoais, sabemos que a sexualidade é fundamental para o nosso bem-estar e qualidade de vida. Por isso, o sex shop continua sendo um segmento bastante vantajoso para o pequeno comércio e movimenta mais de R$1 bilhão por ano no país; afinal, há muitos casais ou pessoas solteiras que procuram descobertas e novas formas de prazer. 

Mais recentemente, o aumento progressivo do e-commerce acabou significando uma certa virada no ramo erótico, já que a discrição dos consumidores é mantida e eles se sentem mais confortáveis para tirar dúvidas e realizar as compras no ambiente virtual.

No entanto, claro que ainda é perfeitamente possível conquistar uma grande parcela de clientes na loja física e ter um movimento significativo juntando o melhor dos dois mundos (físico e online) na sua estratégia. É claro que nenhuma mudança acontece assim, de uma hora para outra, e é preciso bastante planejamento, estudo e paciência até que os resultados apareçam!

Durante este texto, eu mostrarei algumas dicas que podem servir tanto para quem tem o espaço físico e deseja se inovar adentrando o meio digital, quanto para quem já começou na internet. Tenho certeza de que as ideias te ajudarão a explorar todo o potencial do seu sex shop. Boa leitura!

Para colocar todas as ideias em prática e se diferenciar com estilo na administração do seu sex shop, conte com o Nex! Ele é um sistema de gestão completo e simples de usar, que te oferece recursos como PDV Grátis, Controle de Estoque, Cadastro de Clientes, Catálogo Digital com Pedido Online, e muito mais! Clique aqui para saber tudo que podemos fazer por você.

Conheça seu público-alvo

Principalmente por estarmos falando de produtos eróticos, um dos principais aspectos a que você deve se atentar é o comportamento e as preferências do seu público.

Pense bem: como eu já disse anteriormente, muitos não se sentirão confortáveis em perguntar ou explicar detalhadamente quais produtos procuram e em muitos casos não sabem bem o que estão buscando.

Por isso, é interessante que você já tenha uma leve ideia do que a sua clientela deseja quando entra no seu estabelecimento, não somente para saber quais produtos comprar para o seu estoque, mas também para apostar numa comunicação direcionada e assertiva. 

Esse estudo pode ser feito através de perguntas ou enquetes nas redes sociais, formulários ou até mesmo a boa e velha conversa com os clientes no balcão, sempre prezando, é claro, pela discrição e por uma abordagem não invasiva.

Além disso, você também pode conhecer melhor o seu público ao constatar os itens que mais vendem no seu estabelecimento! Com os relatórios do Nex, por exemplo, você pode acompanhar informações cruciais sobre o desempenho do sex shop, como ticket médio, faturamento, horário de pico, vendas por vendedor, e mais. Clique aqui para ficar por dentro desse recurso.

Outra opção interessante é definir a persona de sua loja, isto é, um perfil fictício do seu consumidor ideal, com informações como nome, preferências de produto, redes sociais mais usadas, problemas e necessidades.

Por exemplo: se você constata que a maior parte do seu público é formada por pessoas que se identificam com o gênero feminino, estudando o mercado você saberá quais acessórios mais agradam essa parcela, e as informações que os seus vendedores devem ter na ponta da língua para responder eventuais dúvidas.

Entendendo o seu cliente e suas dores, fica muito mais fácil buscar as formas de mantê-lo frequentando o estabelecimento, e de saber o que é mais lucrativo para o crescimento do seu negócio. 

Garanta a discrição na hora da compra


Algo que eu já destaquei mas que vale a pena repetir: o sexo ainda é um tabu para muitas pessoas, e é provável que uma boa parte dos seus clientes não se sinta confortável em procurar os produtos ou realizar a compra. 

Então, temos duas maneiras de contornar isso:  a primeira é criar um catálogo digital de produtos e começar a vender online, já que a internet acaba sendo o espaço em que os consumidores mais se sentem à vontade em uma compra como essa.

A segunda forma pode ser permanecer vendendo exclusivamente na loja física, mas sempre apostando em uma abordagem discreta e amigável: não importunar o cliente com questionamentos e sugestões quando ele estiver só “dando uma olhadinha”, evitar perguntas pessoais demais sobre a sua vida sexual e, é claro, nunca divulgar o nome ou os produtos de quem compra no seu estabelecimento. 

Já ouviu a expressão “ter tato”? Então, é disso que estamos falando quando o assunto é um tanto delicado para algumas pessoas: aborde os consumidores de maneira sutil, de modo a sentir o seu nível de abertura no momento da compra e o quão disposto ele está para entender o funcionamento dos produtos.

Ainda falando sobre a discrição e a privacidade do cliente, um elemento a que você deve se atentar bastante são as embalagens. Embora isso seja especialmente significativo no caso das vendas online, em que muitas vezes não é o comprador que recebe o pacote, mesmo nas lojas físicas é importante prezar por sacolas neutras, não muito chamativas e que evitem a exposição. No meio virtual, outros aspectos que merecem atenção são a forma com que a compra aparecerá na fatura do consumidor, e o nome do remetente que virá no pacote da entrega. Quer conferir um exemplo para entender melhor? Clique aqui

Uma boa dica para aprender como abordar os temas sexuais com o público da melhor forma é estar sempre atento ao que os especialistas dizem sobre o assunto. A famosa youtuber Cátia Damasceno, por exemplo, é especialista em sexualidade feminina e está sempre dando dicas sexuais de maneira descontraída, e inclusive diversos produtos de sex shop são tema de suas conversas com o público.

Já a Mariana Maldonado é uma terapeuta sexual e ginecologista que posta vídeos na internet direcionados especialmente às mulheres e as suas dúvidas ou experiências com relação ao sexo. 

Invista na variedade de produtos

Quem já acompanha o blog há algum tempo sabe que a definição de um bom mix de produtos precisa envolver um conhecimento detalhado do público-alvo, e que ele é o primeiro passo para aumentar as vendas e de fato alcançar os clientes que você almeja.


Então, após entender quais são os tipos de pessoa que irão frequentar a sua loja, tente incluir todos os gostos e preferências com os seus produtos.

Não se esqueça de considerar a diversidade de gênero e de orientação sexual para que ninguém fique de fora, e tente não separar os itens em categorias masculinas, femininas ou afins, já que aqui não estamos falando de caixinhas fechadas e um dos principais pilares do seu sex shop deve ser a liberdade. 

Ofereça novidades do mercado

Além da variedade e do conhecimento do público, estar por dentro dos novos lançamentos é importantíssimo e pode ser um fator determinante para te diferenciar da concorrência; afinal, segundo um relatório da Grand View Research, é estimada uma taxa de crescimento de 8% de 2021 a 2028 no mercado de produtos eróticos, e é claro que as novidades são sempre o fomento para a evolução constante de qualquer ramo de atuação. 

Levando isso em conta, procure se atualizar sobre as feiras, palestras e workshops do seu segmento e com isso descobrir novas tendências, aprender como determinados itens funcionam da melhor forma e até mesmo conhecer os representantes das fábricas para conseguir melhores preços/acordos com fornecedores

Além disso, esteja sempre de olho no que a sua concorrência - seja direta ou indireta - está fazendo de diferente: frequente as lojas físicas da sua região, visite os sites famosos e assine newsletters, e acompanhe sempre os perfis mais engajados nas redes sociais.

O theLvibe é um sex shop no Rio de Janeiro direcionado especialmente a lésbicas e bissexuais, e é um ótimo exemplo de como é possível falar sobre sexo de maneira divertida e atrair clientes pelo engajamento nas redes. 

Dê o máximo de informações sobre os itens

Se muitas pessoas estão no processo de conhecer o próprio corpo e todo esse mundo erótico ainda é novo para muita gente, não dá para esperar que os clientes entendam dos brinquedos e saibam o funcionamento de cada um sem dificuldades certo?

Para aproveitar todo o potencial de qualidade dos itens e realmente oferecer experiências prazerosas aos consumidores, é preciso que você se informe muito bem acerca dos produtos antes mesmo de comprá-los dos consumidores. 

Assista a vídeos, leia manuais, frequente workshops, verifique se não há defeitos antes de os itens chegarem às mãos dos clientes, e treine sua equipe para que os vendedores possam esclarecer quaisquer dúvidas e explicar o funcionamento de cada brinquedo ou acessório, aumentando assim as chances de venda; afinal, o tempo que o cliente leva para solucionar uma dúvida pode fazê-lo desistir da compra ou escolher comprar online da concorrência. 

Faça um catálogo online de produtos

Podemos concordar que vender online já não é mais um diferencial, mas praticamente mandatório para se obter real destaque no comércio, não é mesmo? Se você tem uma loja física, considere adicionar o sex shop virtual ao seu modelo de negócios e vender cada vez mais, de modo a não ficar para trás da concorrência.

As principais vantagens dessa estratégia, nesse caso, são o fato de que você não precisa ficar limitado ao alcance do seu bairro para aumentar a clientela, e que os consumidores se sentem muito mais confortáveis para comprar produtos de sex shop no ambiente virtual, já que nenhum contato pessoalmente é necessário e a discrição acaba sendo maior.


Muita gente acha que começar a vender online é algo super complicado, mas na verdade pode ser muito simples! Com o Nex, por exemplo, basta que você cadastre os seus produtos e as fotos correspondentes, configure o endereço, descrições dos produtos e outras informações necessárias, e pronto! Seu catálogo digital já pode ser divulgado na internet e receber pedidos online dos clientes! Clique aqui para ficar por dentro deste recurso.

Exemplo de Catálogo Online do Nex: Divina ART Sexy Shop

Divulgue sua loja

Agora há pouco você viu um perfil exemplar de sex shop nas redes sociais, certo? Bom, espero que ele tenha lhe servido de inspiração, pois hoje em dia o Facebook, Instagram e afins são canais de divulgação indispensáveis para aumentar as vendas, seja de um negócio físico, online ou uma combinação dos dois. 

Comece tirando fotos bem caprichosas do estabelecimento, mostrando as diversas áreas e estruturas do local; depois selecione os seus itens mais desejados e faça artes descontraídas e atrativas em ferramentas de design gratuitas, como o Canva, anunciando promoções, novos lançamentos e até mesmo o funcionamento de alguns brinquedos eróticos.

Para atrair as vendas diretamente, divulgue sempre o seu catálogo online -  seja nas legendas dos posts, nos stories ou na bio do instagram -, e chame os clientes para clicarem no link e conferirem tudo que você tem para oferecer. 

Além dos posts sobre os produtos em si, mais destinados às vendas, pode ser interessante que você aposte em conteúdos educativos sobre os temas relacionados à saúde sexual, já que este é um assunto que gera muitas dúvidas e sobre o qual muita gente gosta de se manter informada. 

Aposte em um excelente atendimento

Quem é leitor aqui do blog também já sabe que um atendimento humanizado e prestativo é o beabá para a boa gestão de uma empresa. Na comunicação com o cliente, preze sempre por valores como transparência, segurança, clareza e humanidade, sempre tentando deixá-lo o mais confortável possível em um ambiente não tão tradicional como o do sex shop, e tirando suas dúvidas de maneira respeitosa e didática.

Lembre-se, além disso, de delegar a cada funcionário tarefas específicas para que o atendimento também seja ágil.

E não pense que a relação com o consumidor acaba no momento em que a venda é concluída! Para o pós-venda, entre em contato de maneira personalizada para receber feedbacks e sugestões dos clientes, faça programas de fidelidade e aposte em estratégias de cross selling e up selling.

Adote um sistema de fidelização

Um dos elementos que eu citei no tópico anterior é tão importante que eu decidi dedicar outro tópico inteiramente a ele. Os sistemas de fidelidade - que podem ser do tipo gamificação, clube vip e por pontos - são muito vantajosos pois além de manterem os clientes fiéis ao seu sex shop, podem ser uma “mão na roda” ao evitar o acúmulo de produtos no estoque e aumentar o ticket médio.

O esquema é bem simples: basta definir os prêmios que os clientes poderão ganhar (um acessório, uma camisinha especial ou um lubrificante - vai da sua criatividade) e a pontuação mínima necessária para obter tais prêmios (10 reais podem valer 50 pontos, por exemplo).

Com o Nex, você fideliza os seus clientes rapidamente e sem complicações! Uma vez que os dados de cada um estão cadastrados no sistema, basta definir quantos pontos o cliente irá acumular ao gastar um determinado valor na sua loja, e o valor em pontos necessário para que se obtenha o prêmio ou um crédito estipulado para futuras compras. Clique aqui para saber mais.

Aproveite as datas especiais para fazer promoções

Ah, as datas especiais! Como são boas para o pequeno comércio, não é mesmo? Temos aquelas que aquecem o mercado como um todo e são benéficas para praticamente qualquer segmento, como é o caso do natal e da Black Friday; por outro lado, sabemos que cada ramo de atividade pode se aproveitar de alguns momentos específicos que tenham relação direta com as mercadorias vendidas.


Para os sex shops, os principais são o dia dos namorados (12 de junho) e o dia do sexo (6 de setembro).

Nas promoções dessas datas, não se esqueça de ser criativo e personalizar de acordo com a ocasião: se o casal vier junto à loja, na compra de um brinquedo erótico o lubrificante de tamanho menor sai de graça; ou 30% de desconto nas fantasias que sejam vendidas em conjunto.

Enfim, as possibilidades são muitas e essas são apenas ideias para te inspirar; tenho certeza de que você, que trabalha com esse segmento e o conhece muito melhor que eu, terá ideias bem mais criativas!

No momento de definir os descontos de cada produto, considere utilizar a famosa regra dos cem: caso o item custe menos do que 100 reais, anuncie o desconto na forma de porcentagem; já se o preço for superior a 100 reais, anuncie o valor bruto descontado. Isso influencia na forma com que o consumidor enxerga a oportunidade que lhe está sendo oferecida com determinada promoção, e pode ser importante para a sua decisão de compra.

Além disso, lembre-se de levar em conta a sua margem de lucro para que as suas promoções não resultem em prejuízos, e divulgue cada ação específica para as datas comemorativas nas redes sociais do sex shop. 

Monte kits de venda

Ainda nesse assunto de ações específicas que podem ajudar a alavancar suas vendas, os combos/kits de produtos acabam sendo excelentes opções, pois transmitem ao consumidor a mensagem de que estão fechando um ótimo negócio ao levarem mais de um produto por um preço mais em conta.

Então, analise bem quais itens do seu sex shop geralmente são consumidos em conjunto ou formam uma bela combinação; pode ser um preservativo e um lubrificante, uma fantasia e um acessório diferenciado para o público BDSM, um vibrador e um pequeno bullet, etc.

De novo: é claro que são muitas as possibilidades, e depende de você testá-las na loja e observar o que funciona melhor! Reforçando a ideia de analisar o mercado de atuação, eu te indico dar uma olhada no site da loja Miess: eles têm uma seção inteiramente voltada aos kits de produtos eróticos para te inspirar e despertar ideias de combos!

Explore estratégias de marketing digital

Eu já venho falando de algumas delas e talvez você já até tenha percebido ao longo da leitura: os conteúdos informativos, através das redes sociais ou de um blog, por exemplo, acabam sendo uma ótima alternativa, pois aproximam o cliente da sua marca e ainda trazem informações relevantes sobre um assunto tão discutido e importante.

É nisso que consiste o tão falado marketing de conteúdo. Ou seja, o objetivo aqui é engajar o público e lhe mostrar que você oferece algo de útil; passou-se o tempo em que os consumidores assistiam passivamente aos comerciais de TV e que o foco era tentar vender a qualquer custo.

Mas eu já te disse que não é só criar o site, blog ou perfil, que está tudo maravilhoso, certo? Aí é que podem entrar poderosas estratégias de anúncio e impulsionamento dos seus canais de comunicação e venda: a plataforma Google Ads, por exemplo, permite que você configure um limite de orçamento e te dá a possibilidade de aparecer nos primeiros resultados de pesquisa.

Já com o Facebook Ads você pode impulsionar o alcance de uma postagem tanto do Facebook quanto do Instagram, para gerar um engajamento vantajoso e atrair mais clientes para o seu sex shop. Quer saber mais sobre como fazer anúncios na internet? Leia este texto do blog e comece a se aventurar nesse assunto!

Além das redes sociais, catálogo online, site próprio e blog, outra estratégia em que você pode apostar é o e-mail marketing. Embora muitos digam que o e-mail é um canal de comunicação com os dias contados, o fim ainda não parece estar tão próximo: de acordo com uma pesquisa do adobe de 2019, 85% das pessoas utilizam o celular para verificar a caixa de entrada diariamente, e é claro que você quer se aproveitar desse espaço para divulgar o seu negócio e fidelizar os clientes, não é mesmo?

O interessante é que você pode enviar mensagens específicas para cada estágio do funil de vendas, e disparar e-mails automaticamente anunciando promoções, eventos, sorteios, ou simplesmente explicando sobre um tema de saúde sexual que gera dúvidas dentre o seu público-alvo.

Então, comece agora mesmo a procurar a plataforma ideal que possa te ajudar a disparar os e-mails de forma automática, e planeje o conteúdo a ser enviado para cada grupo de clientes!

Dica bônus: gerencie seu sex shop com apoio da tecnologia

Ufa! Estamos chegando no finalzinho do texto, e espero que sua cabeça esteja borbulhando de ideias para começar a pôr essas dicas em prática e revitalizar o seu sex shop.

Como em praticamente todos os finais de texto aqui do blog eu te dou esse conselho bônus, neste aqui não poderia ser diferente: administrar uma loja de sex shop e dar conta de todo o volume de tarefas que isso envolve não é fácil, e é por isso que um sistema de gestão pode ser o seu melhor aliado nessa jornada. 

Com um programa eficiente e intuitivo, é claro que a administração de um negócio não se tornará uma tarefa fácil da noite para o dia, mas certamente sua rotina pode ser facilitada (e muito!).

Tendo o controle de estoque em dia para realizar boas promoções, os dados completos dos consumidores para personalizar a comunicação, e ainda uma maneira simples para realizar vendas online e expandir sua base de clientes, tudo fica mais organizado e a sua loja pode funcionar com todo o potencial.

E aí, viu só como essa tecnologia pode simplificar a gestão do seu sex shop? Então eu te convido a saber mais sobre o Nex! Ele é um programa completo e simples de usar, que te oferece tudo isso que eu mencionei e muito mais! Conte com Controle de Estoque, PDV Grátis, Cadastro de Clientes, Controle de Caixa, Catálogo Digital com Pedido Online, e muito mais! Clique aqui para baixar grátis agora mesmo.

Conclusão 

Durante essa leitura, você conferiu algumas dicas importantes para aplicar no dia a dia do seu sex shop e com elas aumentar a relevância da loja, expandindo o alcance e fidelizando clientes.

Não se esqueça de dedicar boa parte de sua atenção e tempo ao público, pois, afinal, sem ele o que seria do seu sex shop? Além disso, esteja sempre atento ao mercado em que você está inserido, às suas constantes novidades e ao funcionamento dos itens vendidos. 

Por último, continue tentando se adaptar cada vez mais ao ambiente online e dele tirar todos os benefícios possíveis para a evolução do seu comércio.

Se você chegou até aqui e é daqueles que sempre procuram se informar a respeito do seu segmento ou do mercado em geral, tenho certeza de que essa missão vem sendo cumprida da melhor maneira. Se tiver qualquer dúvida ou sugestão, não hesite em nos enviar pelos comentários, e até o próximo texto!

O que você vai encontrar nesta leitura:

Bruno Silva

Oi, meu nome é Bruno Silva! Estou aqui para facilitar o modo como você, pequeno comerciante, gere o seu negócio. Vou escrever sobre suas principais necessidades e demais assuntos ligados ao seu cotidiano. Se tiver alguma dúvida ou sugestão, pode enviar! Será um prazer receber seu comentário.

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja!

Download Grátis

Deixe seu comentário!

COMPARTILHE

Conheça o Programa Nex

O NEX é um sistema de gestão comercial completo para sua loja! Fácil de implantar, Simples de Usar e com todo o Suporte que você precisar.

Download Grátis
Central de Ajuda

Para dúvidas sobre o Programa NEX ou Suporte Online...

Acesse a Central de Ajuda
Veja também: